...Evita ser BURLADO vagas de emprego, não se vendem clica nesta mensagem para mais informações...

Vaga Para Oficial De MEAL - Sofala

Há 𝗺𝗮𝗶𝘀𝗷𝗼𝗯𝘀 no youtube
No âmbito de Resposta às Emergências ao Ciclone Idai e COVID-19, a World Vision-Moçambique (WV-Moç) torna público que pretende recrutar para o Projecto SAFCER (OFDA-COVID 19), na Província de Sofala (Cidade da Beira):

  • Um (1) Oficial de MEAL (Monitoria , Avaliação, Prestação de Contas e Aprendizagem)

Nota: Não haverá o pagamento de subsídios de transporte, alojamento e realocação.

Propósito das posições:

O/A Oficial de MEAL (Monitoria, Avaliação, Prestação de Contas e Aprendizagem) será responsável pela criação e coordenação do Sistema de Monitoria e Avaliação de operações de Gestão de Desastres e Responsabilidade Humanitária para apoiar funções de gestão de programas de prestação de contas. Igualmente, será responsável por contribuir para a relevância, eficácia e eficiência da programação da World Vision no programa SAFCER (OFDA COVID-19).

Principais competências:

1.Expandir a base de conhecimentos técnicos das normas e iniciativas de MEAL e servir como fonte de recursos, fornecendo conhecimentos conceptuais e de boas práticas;
2.Orientar os membros da equipa de monitoria e avaliação (assistentes) para tornarem-se altamente técnicos em processos e sistemas de monitoria e avaliação;
3.Compreender e poder transmitir aos outros através de formação, resumos, etc., informações e recursos actualizados sobre normas mínimas de monitoria e avaliação e programas como Leap, Sphere e FANTA;
  1. Compreender e ser capaz de transmitir o Código de Conduta da Cruz Vermelha, padrões de HAP-1, ECB e Sphere.
Requisitos:

  • Licenciatura em Ciências Sociais, Estatística, Estudos de Desenvolvimento e outras disciplinas relevantes:
  • Pelo menos dois (2) anos de experiência directa na concepção e implementação dos sistemas MEAL, incluindo abordagens qualitativas e quantitativas para a avaliação e monitoria;
  • Experiência em avaliação participativa, acompanhamento, formação e facilitação, tratamento ou análise de dados;
  • Compreender e ser capaz de transmitir as normas humanitárias internacionais, em especial o Código de Conduta da Cruz Vermelha e as Normas Humanitárias Fundamentais;
  • Capacidade de se comunicar e trabalhar com comunidades e partes interessadas, beneficiários, com profissionalismo, compaixão e como representante da organização;
  • Conhecimentos aprofundados de pacotes estatísticos (SPSS, CSPro, EpiInfo e Excel);
  • Boa capacidade de redacção de relatórios e habilidades de disseminação de informação;
  • Bom conhecimento contextual da comunidade local e restrições sócio-culturais, realidades e relações organizacionais para um desenho e implementação eficaz do projecto;
  • Capacidade de comunicar-se com integridade e com diferentes partes interessadas – boas habilidades interpessoais com pessoas de variada gama social, incluindo beneficiários do projecto/membros da comunidade, outros funcionários/gestores da WV-Moç, funcionários do Governo, etc.
  • Experiência na realização de inquéritos/avaliações;
  • Capacidade de verificar a qualidade de dados;
  • Capacidade de falar Português, Inglês, línguas locais será uma vantagem;
  • Desenvolver altos níveis de credibilidade e responsabilidade;
  • Compreender a aplicação de políticas e o impacto de decisões;
  • Concordar com a Missão, Visão e Valores fundamentais da World Vision;                   
Encontrar realização no trabalho, através da criatividade, iniciativa de gestão de risco, inovação e encoraja o mesmo junto dos seus colegas.

Forma, Prazo e Endereçamento de Candidatura:
Os interessados que reúnem os requisitos acima mencionados, podem submeter os seus CVs, acompanhados de cópias de diplomas/certificados e carta de manifestação de interesse, somente através do correio electrónico: applications_hrd@wvi.org

Somente os candidatos seleccionados serão contactados.

ATENCAO!
A World Vision-Moçambique (WV-Moç), mais informa ao público em geral que o recrutamento e contratação de trabalhadores são gratuitos e não cobra absolutamente nada aos candidatos.

Há individuos estranhos que na posse de números de telefone supostamente não registados contactam pessoas e tentam cobrar valores para vagas que são anunciadas. Esses casos deverão ser reportados a esquadra policial mais próxima pois trata-se de burladores. Tais individuos não são trabalhadores da WV-Moç.
Há 𝗺𝗮𝗶𝘀𝗷𝗼𝗯𝘀 no youtube