...Evita ser BURLADO vagas de emprego, não se vendem clica nesta mensagem para mais informações...

Vagas para Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária (08 Vagas) - Maputo

Há 𝗺𝗮𝗶𝘀𝗷𝗼𝗯𝘀 no youtube

 


MAISJOBS é gratuito e sempre será, se gosta de ver as vagas de emprego aqui, vai já a Google playstore e Classifica o aplicativo MAISJOBS com 5 estrelas, para continuarmos a crescer ao seu gosto. Ajude o maisjobs a não ser Removido da Playstore.>>CLICA AQUI<<

Descrição da Vaga

A RHDC Consultoria & Serviços Lda – RHDC pretende recrutar para o seu Cliente 8 Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária baseados nos distritos de Boane, Magude, Manhiça, Marracuene, Matola, Moamba, Namaacha e Matutuíne.

Contexto:

A RHDC Consultoria & Serviços Lda, é uma empresa de Consultoria em Recursos Humanos, de direito Moçambicano que opera nas áreas de Agenciamento de Emprego, Recrutamento e Selecção, Formação Profissional, Avaliação e Desenvolvimento de Competências, Trabalho Temporário, pesquisas entre outras áreas.

A nossa Cliente é a FUNDAÇÃO ARIEL GLASER CONTRA O SIDA PEDIÁTRICO (ARIEL), uma ONG Nacional que trabalha em parceria com as Direcções Provinciais de Saúde, Serviços Distritais de Saúde da Mulher e Acção Social (SDSMAS) e Hospitais Rurais (HR) nas Províncias de Maputo e Cabo Delgado. Apoia a implementação, acesso e expansão dos Serviços Clínicos de HIV integrados e de qualidade, especificamente o Programa de Saúde Materno Infantil (SMI) /Prevenção de Transmissão Vertical (PTV), Cuidados e tratamento Anti – retroviral (TARV) para Crianças e Adultos e apoio psicossocial através de uma abordagem de Fortalecimento do Sistema Nacional de Saúde. E, no âmbito da consolidação da sua estratégia, através da sua parceira com a RHDC- Consultoria & Serviços Lda, pretende recrutar 8 Oficiais Distritais de Mobilização Comunitária.

Resumo do Cargo:

Os oficiais distritais de Mobilização Comunitária farão parte da equipe técnica distrital da Fundação Ariel e serão responsáveis por orientar e supervisionar a implementação de intervenções comunitárias ao nível da US e da comunidade com objectivo de aumentar demanda para serviços de prevenção, diagnóstico e cuidados e tratamento para HIV que visam engajar subpopulações prioritárias e com baixo acesso a serviços de saúde, como os homens jovens, raparigas e adolescentes. Também irão apoiar na implementação das estratégias provinciais de comunicação ao nível distrital. Espera-se que suas funções sejam abrangentes e, em última instância, serão determinadas pelos objectivos que os parceiros estabelecerão para as províncias.

Responsabilidades:

  • Garantir a continuidade dos cuidados e tratamento para HIV na comunidade através da implementação das actividades de Apoio psicossocial comunitário e Engajamento Masculino (EM) em coordenação com a DSMAS;
  • Mapeamento de parceiros comunitários nos distritos apoiados pela Fundação Ariel de modo a identificar oportunidades para promoção de demanda e criação de fluxos de referência e contra referência da US para comunidade e vice-versa;
  • Liderar junto aos parceiros comunitários actividades de comunicação para promoção adesão e retenção em serviços de prevenção e cuidados e tratamento para o HIV, como estigma, baixa literacia para HIV, vulnerabilidade da adolescente e rapariga;
  • Coordenar com o Gestor Provincial de mobilização comunitária e oficiais distritais de APSS na implementação do pacote de APSS na comunidade;
  • Assegurar a implementação de actividades de criação de demanda para testagem e ATSC;
  • Desenvolver um plano de trabalho conjunto com parceiros comunitários chaves na implementação de actividades de retenção e EM e assegurar o cumprimento do mesmo;
  • Identificar a necessidade de formações técnica na área em questão e realizar formação, orientação e assistência
  • técnica às unidades sanitárias e distritos apoiados pela F. Ariel no âmbito da Directriz Nacional Para Engajamento do Homem nos Cuidados de Saúde e Directriz de APSS;
  • Assegurar o envolvimento activo com os líderes comunitários, sociedade civil, actores comunitários identificando problemas dos pacientes atendidos na US e melhorar a prestação dos serviços clínicos e de APSS para os pacientes;
  • Realizar formação, orientação e assistência técnica aos activistas, mães mentoras e outros mobilizadores
  • comunitários, que trabalham junto à F. Ariel, sobre APSS na comunidade, estratégias de adesão e retenção, buscas de faltosos, comunicação para mudança de comportamento sócia em coordenação com as áreas associadas;
  • Colaborar com a equipe distrital, equipes das US e parceiros comunitários para a garantir a disponibilidade e utilização dos serviços de saúde por parte de homens e casais através de promoção de serviços amigáveis para homens e casais nas unidades sanitárias, comunidades, instituições religiosas e no local de trabalho;
  • Treinar e alocar educadores de pares do sexo masculino (jovens adultos de 20 aos 29 anos) para promoção de actividades de adesão e retenção nas US e comunidade nas US identificadas;
  • Assegurar actividades com rapazes nos cantinhos escolares;
  • Apoiar a implementação das actividades de APSS e EM nas brigadas moveis;
  • Trabalhar em estreita ligação com ponto focal da Comunidade e ponto focal de EM da DSDMAS e US no mapeamento de empresas com capacidade de fazer uma sinergia na implementação de intervenções comunitárias para homens (incluindo entrega dos ARV);
  • Identificar e formar líderes comunitários e religiosos para fornecer mensagens chaves e criar geração de demanda para sub-populações prioritárias, incluindo adolescentes, raparigas e homens jovens;
  • Aumentar o conhecimento sobre a importância do uso dos serviços de saúde pelos homens, casais e comunidade através de implementação de estratégias de comunicação para mudança de comportamento, incluindo alocação de material de IEC nas US e comunidades;
  • Participar em grupos técnicos de trabalho e outras reuniões conforme a solicitação provincial e Central;
  • Reforçar a monitoria e avaliação do programa comunitário e fornecer feedback continuo sobre o cumprimento e monitoria dos planos de acção;
  • Identificar oportunidades para uma implementação eficaz e impactante da estratégia de comunicação;
  • Apoiar as unidades de saúde na gestão de estoques de materiais de comunicação;
  • Apoiar a gestão de atividades de mobilização comunitária;
  • Estabelecer e manter contatos com rádios comunitárias ou outras organizações de media para criar oportunidades para que as mensagens de saúde sejam disseminadas para as comunidades;
  • Apoiar na organização de treinos relacionados com comunicação / estigma para conselheiros leigos e profissionais de saúde;
  • Identificação dos líderes formais e informais de cada distrito;
  • Responsáveis por apoiar a implementação de atividades de engajamento de FBO, incluindo identificação de FBOs;
  • Garantir a participação dos FBO´s nos comités de saúde. Ponte para que a participação dos FBO´s treinos, apoio organizacional para atividades de mobilização da comunidade lideradas por FBOs, participação de líderes religiosos em comunidades de saúde;
  • Monitoramento da implementação da estratégia de comunicação de saúde provincial.

Requisitos:

  • Técnico de Medicina Geral, Psicólogo Clínico ou experiências relacionadas;

Experiência:

  • Pelo menos três (3) anos experiência na gestão, implementação e monitoramento e avaliação de programas de saúde pública relacionados ao HIV;
  • Expertise na área comunitária e de envolvimento do homem assim como de comunicação;
  • Experiência em facilitação, tutoria e supervisão formativa;
  • Experiência em uso de dados para gestão de programas;
  • Excelentes habilidades de gestão e liderança;
  • Conhecimento sobre o Serviço Nacional de Saúde;
  • Disponibilidade para viajar pelos distritos;
  • Habilidades básicas e experiência profissional em comunicação em saúde, gerenciamento de projetos e
  • conhecimentos de informática;
  • Habilidades básicas de monitoramento;
  • Experiência na condução de treinos educacionais direcionados a profissionais de saúde, conselheiros leigos e FBOs.

Como se candidatar:

Se reúne os requisitos já enumerados e tem experiência comprovada. Envie os seguintes documentos:

Carta de Motivação, B.I autenticado, Certificado de Habilitações Literárias autentica- do, CV detalhado em formato Word e em português.

Os interessados devem submeter as candidaturas aos Serviços Distritais de Saúde, Mulher e Accão Social (SDSMAS) correspondentes aos distritos na qual se candidatam ou por email emprego@rhdconsultoria.co.mz indicando no “assunto” o distrito a que se candidatam.

DATA LIMITE DE CANDIDATURA: 18 de Outubro de 2020.

Há 𝗺𝗮𝗶𝘀𝗷𝗼𝗯𝘀 no youtube